Principal entidade judaica dos EUA repudia fala de Weintraub sobre nazismo | VEJA

O Comitê Judaico Americano repudiou na quarta-feira, 27, a fala do ministro da Educação, Abraham Weintraub, que comparou o Holocausto a uma operação da Polícia Federal que apura um esquema ilícito de propagação de notícias falsas.

“Basta! O reiterado uso político de termos relacionados ao Holocausto por autoridades do governo brasileiro é profundamente ofensivo ao mundo judeu e insulta as vítimas e sobreviventes do terror nazista”, afirmou o comitê, um dos mais importantes nos Estados Unidos.

Enough is enough!

The repeated political weaponization of Holocaust language by Brazilian government officials is profoundly offensive to world Jewry and an insult to the victims and survivors of the Nazi terror.

Continua após a publicidade

It needs to stop immediately. https://t.co/u83oO4hblJ

— American Jewish Committee (@AJCGlobal) May 28, 2020

Na quarta-feira, Weintraub afirmou que: “Hoje foi o dia da infâmia, VERGONHA NACIONAL, e será lembrado como a Noite dos Cristais brasileira. Profanaram nossos lares e estão nos sufocando. Sabem o que a grande imprensa oligarca/socialista dirá? SIEG HEIL!”. O termo “Sieg Heil” era usado pelos alemães para saudar o ditador Adolf Hitler.

A Noite dos Cristais ocorreu em 1938, na Alemanha, quando os judeus sofreram perseguição nas ruas, tendo suas casas invadidas e pilhadas. Centenas morreram e milhares foram levados a campos de concentração, e depois para campos de extermínio, nos quais mais de 6 milhões de pessoas foram assassinadas até o final da Segunda Guerra Mundial.

Continua após a publicidade

ASSINE VEJA

Coronavírus: ninguém está imune Como a pandemia afeta crianças e adolescentes, a delação que ameaça Witzel e mais. Leia na edição da semana Clique e Assine

“Não há comparação possível entre a Noite dos Cristais, perpetrada pelos nazistas em 1938, e as ações decorrentes de decisão judicial no inquérito do STF, que investiga fake news no Brasil. A Noite dos Cristais, realizada por forças paramilitares nazistas e seus simpatizantes, resultou na morte de centenas de judeus inocentes, na destruição de mais de 250 sinagogas, na depredação de milhares de estabelecimentos comerciais judaicos e no encarceramento e deportação a campos de concentração”, disse a Confederação Israelita do Brasil (Conib).

  • Relacionadas
  • Mais Lidas

PolíticaPolíticaOperação contra bolsonaristas por fake news foi pedida pela PFPolíticaPolíticaOfensas, ameaças, impeachment: o bolsonarismo reage a Alexandre de MoraesPolíticaPolíticaSenado aprova convocação de Abraham Weintraub por falas em reunião

  • BrasilBrasil1Governo decreta quarentena no país por 30 diasPolíticaPolítica2O colapso previsto por Mandetta começa a se tornar realidadePolíticaPolítica3Sergio Moro afirma que apresentará ao STF provas contra BolsonaroEconomiaEconomia4Auxílio emergencial: caso de William Bonner expõe falha grave no sistema

    Na manhã de quarta, a Polícia Federal deflagrou uma operação de busca e apreensão em endereços de blogueiros, empresários e aliados do presidente Jair Bolsonaro. Inquérito aberto de ofício pelo ministro Alexandre de Moraes, do STF, apura um esquema ilícito de propagação de notícias falsas e ameaças a figuras públicas e instituições, como o próprio STF e a Câmara dos Deputados.

    O inquérito é criticado pelos apoiadores do presidente, que afirmam terem seus direitos à liberdade de expressão violados. A investigação chegou ao nome de empresários como Luciano Hang, dono da Havan, e Edgar Gomes Corona, dono da rede de academias Smart Fit, que estariam financiando o esquema com a compra de robôs e disparos em massa nas redes sociais.

    Em sua nota, o Comitê Judaico Americano critica o uso político de termos relacionados ao Holocausto por autoridades brasileiras. Além de Weintraub, o ministro das Relações Exteriores, Ernesto Araújo, foi acusado de comparar as medidas de isolamento social contra o coronavírus com os campos de concentração que mataram milhões de judeus.

    Fonte: veja.abril.com.br/mundo/principal-entidade-judaica-dos-eua-repudia-fala-de-weintraub-sobre-nazismo

    Brasil registra 26,7 mil mortes e 438 mil casos pela Covid-19 – Brasil – iG

    Pacientes com Covid-19 na UTI de hospital privado em São Paulo Edilson Dantas / Agência O Globo Região Sudeste é a mais afetada pelo Covid-19 no Brasil

    O Ministério da Saúde atualizou os dados sobre a pandemia da  Covid-19  no Brasil nesta quinta-feira (28). Agora, segundo a pasta, subiu para 26.754 o número de mortes pela doença, sendo 1.156 novos registros e um novo recorde em 24 horas. A alta corresponde a um crescimento de 4,5%. Desses 1.156 óbitos, 539 foram nos últimos três dias. 

    Ainda de acordo com o Ministério da Saúde, os novos casos confirmados de contaminação pelo  novo coronavírus  (Sars-CoV-2) no Brasil são 26.417, totalizando 438.238. O aumento foi de 6,4%. Já a taxa de letalidade passou de 6,2% para 6,1%.

    Covid-19 número de casos e óbitos Infogram

    No levantamento da pasta desta quarta, o número de óbitos chegou a 25.598, com 1.086 novos registros. Já a quantidade de pessoas com a Covid-19 saltou para mais de 411.821, sendo que o aumento foi de 20.599.

    Leia também: Covid-19: Estados Unidos alcançam a marca de 100 mil mortos

    São Paulo continua sendo o estado que tem mais mortes, com 6.980 das 26.754 ocorrências. A letalidade é de 7,3% no estado. Em segundo lugar vem o Rio de Janeiro, com 4.856 mortes e letalidade de 10,8%.

    No quadro de casos confirmados, São Paulo também lidera a lista. O estado tem 95.856 pessoas infectadas pelo novo coronavírus . Em segundo lugar vem o Rio de Janeiro, com 44.886 vítimas de contaminação, sendo seguido por Ceará (37.821), Amazonas (36.146) e Pará (33.699).

    Tabela de mortes e casos confirmados de Covid-19 no Brasil Divulgação/Ministério da Saúde Tabela de mortes e casos confirmados de Covid-19 no Brasil

    O estado menos afetado é o Mato Grosso do Sul, que tem 18 registros de óbitos e 1.262 casos confirmados de contaminação pelo novo coronavírus desde o início da pandemia.

    Leia também: Apreensão de cloroquina gera temor de que remédio seja contrabandeado

    Segundo o Ministério da Saúde, 233.880 pacientes com Covid-19 estão em acompanhamento, 177.604 estão recuperados e 4.211 óbitos ainda estão em investigação.

    Fonte: ultimosegundo.ig.com.br/brasil/2020-05-28/covid-19-mortes-sobem-para-267-mil-no-brasil-casos-passam-de-438-mil.html

    Bolsonaro não vale o esforço | VEJA

    Jair Bolsonaro acusou Celso de Mello de criminoso, declarou que “acabou, porra!”, e avisou que está “com as armas da democracia na mão” — por “armas da democracia”, Bolsonaro refere-se a uma interpretação alucinada do artigo 142 da Constituição, que versa sobre o papel das Forças Armadas. Ou seja, ameaçou, uma vez mais, dar um golpe militar.

    Por outro lado… o general Augusto Heleno, que recentemente ameaçou com “consequências imprevisíveis” por causa de uma possível apreensão do telefone celular do presidente, recuou. Disse que “intervenção militar não resolve nada”, que “ninguém está pensando nisso”, que “isso só tem na cabeça da imprensa”, que se “contaminou com isso” (por que será, hein general?). Já o vice, general Mourão, afirmou que uma ruptura democrática está “fora de cogitação” e que “não existe espaço no mundo para ações dessa natureza”.

    Bolsonaro tenta forçar um impasse para ver se os generais se animam a virar a mesa para defendê-lo. Apesar de — incompreensivelmente para qualquer mortal — apoiarem o presidente, os militares parecem ter-se dado conta do erro colossal, histórico, que seria acompanhar o capitão nessa aventura.

    Não existe linha de argumentação capaz de justificar uma intervenção militar. Pelo contrário, a ameaça à ordem, à democracia e à estabilidade vem do presidente. Se os militares intervierem, se desmoralizarão completamente, no Brasil e no exterior, jogarão na lata do lixo a imagem positiva que construíram nos últimos 35 anos.

    Continua após a publicidade

    Além disso, o presidente em cuja defesa se levantariam não merece o esforço. Bolsonaro não é apenas o pior presidente da história da República: é um irresponsável que está levando o país ao abismo. Há inúmeras evidências de que cometeu vários crimes, e está cercado de arruaceiros. Bolsonaro não é alguém a quem os militares deveriam querer se associar.

    E é desnecessário: se Bolsonaro cair, o sucessor será alguém de absoluta confiança para as Forças Armadas: Mourão é um conservador conhecido, não guarda surpresa, diz coisa com coisa. Não faz sentido os militares se desgastarem para manter no poder um capital aloprado quando podem, sem desgaste algum, ter um general razoável.

    Sem falar que um golpe é empreitada altamente arriscada: a chance de não dar errado é enorme. O Alto Comando do Exército está dividido, e vários generais, incluindo o próprio comandante do Exército, Edson Pujol, vêm dando sinais de que não aprovam a gestão Bolsonaro. Há o perigo que assombra todo militar: cisão na corporação e quebra de hierarquia.

    E, mesmo que os militares consigam se manter “unidos e coesos”, há as dificuldades logísticas. “Fechar o Congresso”, num mundo conectado pelas redes sociais, ainda mais durante a quarentena, é impossível: centenas de parlamentares resistiriam, de suas casas ou de seus celulares. Mesmo com o STF, que são apenas 11, seria difícil: bastaria que apenas um escapasse da prisão para termos um Supremo Tribunal Federal aberto funcionando. E, com os jornalistas trabalhando de casa, seria totalmente impossível impor censura. Um golpe que não consegue calar parlamentares, juízes ou jornalistas, não é um é um golpe, é um escárnio.

    Continua após a publicidade

    Por mais que os militares gostem de Jair Bolsonaro, ele não vale o risco. Melhor deixá-lo cair sozinho.

    Fonte: veja.abril.com.br/blog/ricardo-rangel/bolsonaro-nao-vale-o-esforco

    Bolsonaro elogia Aras: ‘Ele está tendo uma atuação excepcional’ – Política – iG

    bolsonaro Agência Brasil Presidente Jair Bolsonaro falou bem de Aras em live

    Durante uma live em seu Facebook, o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) rasgou elogios ao procurador geral da República, Augusto Aras.

    Para o presidente, Aras teve papal fundamental em ações de desenvolvimento econômico e pautas pró governo federal.

    “Eu o conheci em Agosto do ano passado. Ele me foi apresentado para ser chefe do Ministerio Público e eu gostei gostei muito dele. A primeira impressão foi a melhor possível. Ele esta tendo uma atuação, ao meu ver, excepcional”, comentou Bolsonaro.

    O presidente também comentou como Aras proiriza questões importantes ao olhos do governo federal, em especial a economia. “Numa coisa que as pessoas não dão muito valor, as pautas economicas, então ele procura defender o livre mercado e o governo federal nessas questões”, completou.

    Fonte: ultimosegundo.ig.com.br/politica/2020-05-28/bolsonaro-elogia-augusto-aras-em-live-esta-tendo-uma-atuacao-excepcional.html

    Mulher do governador Wilson Witzel é internada após mal-estar | VEJA

    Um dos alvos na operação Placebo, que investiga suspeitas de desvio de verba pública na área da saúde no governo estadual do Rio, a primeira-dama, a advogada Helena Witzel, foi internada na manhã desta quinta-feira, 28, no Hospital dos Bombeiros Aristarcho Pessoa, com problemas de pressão. O governador Wilson Witzel suspendeu as atividades pela manhã e acompanhou a mulher. De acordo com as primeiras informações, ela seguia estável, em observação. A ação realizada pela Polícia Federal há dois dias, que envolveu mandados de busca e apreensão em 12 endereços no Rio e São Paulo, incluiu o escritório de advocacia da primeira-dama, que teve celulares e documentos apreendidos. No início desta tarde, a assessoria do governo do Rio informou que a primeira-dama passou por exames, mas já foi liberada.

    As investigações já apontam que ela tem um contrato firmado com a empresa DPAD Serviços Diagnósticos LTDA, da qual recebe 15 mil reais por mês. O escritório de Helena Witzel, de acordo com os primeiros levantamentos, também possuiria um contrato com o partido do governador, o PSC, onde seria contratada sob o regime celetista, sem exclusividade, com um salário atual de 22.390 reais.

    O governo do estado do Rio é investigado por suspeita de irregularidades em contratos de cerca de 1 bilhão de reais, firmados de forma emergencial para o combate à Covid-19.

    A assessoria de imprensa divulgou uma nota no início da tarde sobre o estado da primeira-dama: O Núcleo de Imprensa informa que, a primeira-dama Helena Witzel já foi liberada do Hospital Central Aristarcho Pessoa, no Rio Comprido. Ela foi atendida na unidade após sentir um mal-estar na manhã desta quinta-feira (28/05). A primeira-dama passou por exames e passa bem.

    • Relacionadas
    • Mais Lidas

    BrasilBrasilApós denúncias de corrupção, Witzel é alvo de cinco pedidos de impeachmentSaúdeSaúdeCovas anuncia detalhes sobre reabertura de shoppings de São PauloPolíticaPolíticaInquérito das fake news ‘exorbita’ limites apontados pela PGR, diz Aras

  • BrasilBrasil1Governo decreta quarentena no país por 30 diasPolíticaPolítica2O colapso previsto por Mandetta começa a se tornar realidadePolíticaPolítica3Sergio Moro afirma que apresentará ao STF provas contra BolsonaroEconomiaEconomia4Auxílio emergencial: caso de William Bonner expõe falha grave no sistema

    Fonte: veja.abril.com.br/brasil/mulher-do-governador-wilson-witzel-e-internada-de-emergencia

    Quais são as funções e os limites dos três poderes? – Política – iG

    Brasília Senado Federal Modelo dos três poderes foi instaurado no Brasil em 1824, antes da proclamação da República.

    O presidente Jair Bolsonaro está acusando o ministro Celso de Mello, do Supremo Tribunal Federal (STF), de abuso de autoridade e entrando em atritos com o presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ). Tais atritos, somados à pandemia de Covid-19 fazem com que a crise política tome proporções ainda maiores. 

    Leia também: Aras e Moraes terão 24h para se pronunciarem sobre habeas corpus de Weintraub

    Por conta disso, a relação entre os poderes Executivo, Legislativo e Judiciário está sendo abalada. Por isso, sobram dúvidas sobre a formação e atuação de cada um deles. Isso dificulta a compreensão da crise política e dos processos qu ela envolve. E você sabe exatamente qual o papel e o limite de cada poder do Estado? Confira abaixo um guia sobre eles.

    Poder Executivo

    Jair Bolsonaro Isac Nóbrega/PR O presidente Jair Bolsonaro é o chefe do Poder Executivo do Brasil.

    O Poder Executivo é responsável pela administração no Estado nos níveis federal, estadual e municipal. No Brasil, os representantes desse poder são o presidente da República (no nível federal), os governadores dos estados (no nível estadual) e os prefeitos das cidades (no nível municipal).

    Seus representantes são escolhidos através de eleições que acontecem em intervalos de quatro anos. E, ao serem eleitos, tais representantes ganham autonomia para nomear suas equipes de ministros, secretários e auxiliares de governo.

    Dentre as funções atribuídas ao Poder Executivo, estão:

    • Executar leis elaboradas pelo Poder Legislativo;
    • Adotar, em casos emergenciais, medidas provisórias e emendas à Constituição;
    • Manter relações com outras nações;
    • Cobrar os impostos.

    Leia também: Ministro do STF, Fachin irá decidir sobre habeas corpus de Weintraub

    Poder Legislativo

    Davi Alcolumbre e Rodrigo Maia Marcos Brandão/Senado Rodrigo Maia (DEM-RJ) e Davi Alcolumbre (DEM-AP) são, respectivamente, os presidentes da Câmara dos Deputados e do Senado.

    O Poder Legislativo tem duas competências principais. A primeira é de elaborar, discutir e votar as leis que serão aplicadas no Brasil, em seus estados e nos municípios. A segunda é de fiscalizar e julgar as ações do Poder Executivo, a fim de garantir o cumprimento da Constituição.

    Assim como o Poder Executivo, o Legislativo também é dividido em três esferas: a nacional, representada pela Câmara dos Deputados e pelo Senado , a estadual, representada pela Assembleia Legislativa, e a municipal, representada pela Câmara Municipal. Outra semelhança entre os poderes é que, os representantes do Legislativo – senadores, deputados e vereadores – também são escolhidos através de eleições.

    No caso dos deputados estaduais, federais e dos vereadores, as eleições ocorrem a cada quatro anos. Já as eleições para senadores ocorrem há cada oito anos, que corresponde ao período do mandato.

    Leia também: Jean Wyllys processa filhos do presidente por fake news sobre caso Adélio Bispo

    Poder Judiciário

    STF Agência Brasil O Supremo Tribunal Federal (STF) é o órgão máximo do Poder Judiciário.

    Por fim, o Poder Judiciário , além de resolver conflitos entre cidadãos, entidades e Estado, tem como função julgar as leis elaboradas pelo Poder Legislativo a fim de garantir a manutenção dos direitos individuais, coletivos e sociais. Outra função do Poder Judiciário é fiscalizar os demais poderes e garantir que a Constituição seja cumprida.

    O Judiciário é composto pelo Superior Tribunal de Justiça (STJ), pelos sistemas de Justiça estaduais, representados pelos Tribunais de Justiça (TJ) e pelo Supremo Tribunal Federal (STF), que é o órgão máximo do Poder Judiciário. E, ao contrário dos poderes Legislativo e Executivo, seus representantes não são escolhidos por eleição.

    A composição do STF é feita através de indicações do presidente, que escolhem os onze ministros que irão compor a Corte.

    Além dos já citados, outros órgãos compõem o Poder Judiciário. São eles:

    • Conselho Nacional de Justiça (CNJ)
    • Superior Tribunal Militar (STM)
    • Tribunal Superior Eleitoral (TSE)
    • Tibunal Superior do Trabalho (TST)
    • Tribunais Regionais Eleitorais (TREs)
    • Tribunais Regionais do Trabalho (TRTs)

    Fonte: ultimosegundo.ig.com.br/politica/2020-05-28/quais-as-funcoes-e-limites-dos-tres-poderes-entenda-o-atual-foco-da-crise.html

    Primeira-dama do Rio prestou consultoria verbal, diz advogado | VEJA

    Sem uma reconhecida experiência na área jurídica, a primeira-dama do Rio de Janeiro, Helena Witzel, fechou um contrato de meio milhão de reais para prestar consultorias verbais. De acordo com o advogado José Carlos Tórtima, a mulher do governador Wilson Witzel realizou uma assessoria em compliance para a empresa DPAD Serviços Diagnósticos, mas nunca chegou a registrar o seu trabalho por escrito. “Ela não chegou a fazer uma explicação mais longa por escrito. Ela matou as dúvidas, inúmeras vezes, num simples telefonema”, afirma o criminalista.

    De acordo com o advogado, Helena Witzel estava preparando um relatório para apresentar à empresa que a contratou, mas não deu tempo de enviar o seu trabalho. Na última terça-feira, 26, ela e o marido foram alvos de uma operação de busca e apreensão deflagrada pela Polícia Federal para apurar suspeita de corrupção em contratos públicos do Rio. “Ela já tinha feito outras consultas verbais”, explica o criminalista. Quando questionado sobre que tipo de “consultas verbais” a primeira-dama do Rio havia feito, Tórtima diz: “Ela atua na área tributária, na trabalhista e no civil empresarial também. Era um contrato de partido e consultoria. Foram só oito meses”.

    O criminalista também conta que, antes de assinar contrato, Helena Witzel “exigiu uma declaração da empresa que não prestava qualquer serviço para o Rio de Janeiro”. De acordo com ele, a primeira-dama também tem “uma procuração com amplos poderes ” para agir em nome da empresa, sem um objeto específico de atuação processual.

    Para José Carlos Tórtima, a suspeita que o Ministério Público Federal (MPF) lançou sobre a mudança do regime de casamento do casal Witzel é “uma absoluta falta de bom senso e lógica e entendimento”. O criminalista afirma: “Poderia levantar uma suspeita se passasse para o regime de uma separação absoluta de bens. Se houve uma preocupação em blindar o patrimônio, ocorreria o contrário. Essa alegação do MPF é de uma assustadora falta de lógica, porque o casal não tinha o interesse de blindar o patrimônio. Por isso, foi feito o contrário”.

    • Relacionadas
    • Mais Lidas

    BrasilBrasilExclusivo: As provas da investigação contra Witzel e a primeira-damaBrasilBrasilApós denúncias de corrupção, Witzel é alvo de cinco pedidos de impeachmentPolíticaPolíticaA delação que coloca Wilson Witzel no centro de um novo escândalo

  • BrasilBrasil1Governo decreta quarentena no país por 30 diasPolíticaPolítica2O colapso previsto por Mandetta começa a se tornar realidadePolíticaPolítica3Sergio Moro afirma que apresentará ao STF provas contra BolsonaroEconomiaEconomia4Auxílio emergencial: caso de William Bonner expõe falha grave no sistema

    Fonte: veja.abril.com.br/brasil/primeira-dama-do-rio-prestou-consultoria-verbal-diz-advogado

    Reino Unido libera encontro de até 6 pessoas em parques e jardins – Mundo – iG

    Primeiro-mniistro do Reino Unido Boris Johnson Divulgação / Flickr Primeiro-mniistro do Reino Unido Boris Johnson

    O Reino Unido anunciou nesta quinta-feira (28) a liberação de encontros de até seis pessoas em parques e jardins em meio à pandemia do novo coronavírus (Sars-CoV-2). A medida faz parte da estratégia de flexibilização do isolamento social contra a Covid-19 no país britânico.

    “Vamos permitir que as pessoas se encontrem em jardins e outros espaços abertos. Essas mudanças significam que amigos e familiares podem se ver”, disse Johnson durante o anúncio da medida. “Eu sei que muitas pessoas esperaram por esse momento”, completou.

    Além da permissão para que esses pequenos grupos de pessoas se encontrem, também foi anunciado pelas autoridades que dentistas poderão retornar ao trabalho no dia oito de junho. A condição, no entanto, é que esses profissioais tomem as medidas de proteção necessárias para evitar novos contágios.

    Leia também: Trump se sente “perfeitamente bem” após uso de hidroxicloroquina

    “Nós apoiamos totalmente a volta da rotina de cuidado dental. Desde que seja de uma maneira segura, operacional e que permita flexibilidade nas práticas odontológicas”, afirmou o premiê britânico.

    De acordo com os médicos locais, a taxa de infecção na Inglaterra segue próxima a 1. Isso significa dizer que cada pessoa com Covid-19 no Reino Unido transmite a doença para uma outra.

    Leia também: Israel critica Weintraub: “Nada é tão extremo como Holocausto”

    No quadro mundial, o Reino Unido é o quarto país mais atingido pelo novo coronavírus. Segundo a plataforma nCoV2019.live, que reúne em um só lugar as informações do mundo todo sobre o vírus, o país tem 37.837 mortos e registrou até agora 269.127 casos confirmados.

    Escolas reprovam flexibilização

    Após o anúncio da flexibilização, algumas escolas britânicas disseram que não vão respeitar a decisão do primeiro-ministro de retomar as aulas presenciais a partir da próxima segunda. A medida também foi anunciada hoje.

    Leia também: Covid-19: Peru reduz salários de autoridades para ajudar famílias de vítimas

    Segundo o governo, as crianças que retornariam primeiro seriam as de 4 a 6 anos. À Fox News, escolas disseram que ainda é cedo e que elas não se sentem seguras para receber crianças e professores em meio à pandemia.

    Fonte: ultimosegundo.ig.com.br/mundo/2020-05-28/reino-unido-libera-encontros-de-ate-6-pessoas-em-parques-e-jardins.html

    Celso de Mello manda ações de partidos contra Heleno para a PGR | VEJA

    O ministro Celso de Mello, do Supremo Tribunal Federal (STF),  despachou há pouco para a PGR três ações movidas por partidos políticos por crime de responsabilidade contra Augusto Heleno, por causa da nota em que ameaçou o STF no episódio da possível apreensão do celular de Jair Bolsonaro.

    Os pedidos de impeachment do ministro do GSI foram feitos pelo PT e pelo PDT. Na nota da sexta-feira da semana passada, Heleno afirmava que uma eventual decisão para que o celular do presidente fosse apreendido poderia ter “consequências imprevisíveis para a estabilidade nacional“.

     

    Fonte: veja.abril.com.br/blog/radar/celso-de-mello-manda-acoes-de-partidos-contra-heleno-para-a-pgr

    Frota posta símbolo do anarquismo e chama PSL e CUT às ruas – Política – iG

    Frota anarquista Reprodução/Twitter Frota mudou sua foto de perfil no Twitter nesta quinta (28)

    O deputado federal Alexandre Frota (PSDB-SP) mudou sua foto de perfil no Twitter na tarde desta quinta-feira (28) para o símbolo da anarquismo.

    Leia também: Com 77% dos votos, Frota ganha prêmio de ‘maior arrependido com Bolsonaro’

    Frota também fez uma publicação concordando com o ex-presidente Lula (PT) e chamou o movimento de esquerda Central Única dos Trabalhadores ( CUT ), o partido de direita PSL, o político de esquerda Guilherme Boulos e a torcida organizada Gaviões da Fiel para ir às ruas.

    “É hora de unificar e encarar”, afirmou Frota , que é famoso por gerar polêmicas nas redes sociais. “Acho que diante das ameaças vamos ter que ir para ruas e vamos p guerra”.

    Ele havia compartilhado uma publicação em que está escrito ” Lula dá o recado: ‘se não houver reação, os golpistas arrombarão a nossa porta'”.

    Ele também publicou um vídeo em seu Twitter nesta quinta. Nele afirmava que “liberdade de expressão para Bolsonaro é um cabo, um soldado e um gipe. São as manifestações antidemocráticas pedindo volta do AI-5 , o fechamento do Congresso e a invasão do STF. É usar e abusar do poder”.

    “Se o STF não reagir, podem esperar o pior”, disse Frota, com o simbolo da anarquismo  em sua foto de perfil. Ele também chamou o presidente Jair  Bolsonaro (sem partido) de frouxo, covarde e mentiroso e defendeu que ele “ameaça dar um golpe para esconder seus crimes”.

    Leia também: Frota é atacado ao criticar Bolsonaro: “Volta a fazer filme pornô”

    Veja as publicações de Frota :

    Lula está avisando .Acho que diante das ameaças vamos ter que ir para ruas e vamos p guerra.É hora de unificar e encarar . @gavioesoficial @Antifas @JairLorenzetti @LoboAntifascis1 @AttuchLeonardo @alessandromolon @CUT_Brasil @PSL_Nacional @stedile_mst @GuilhermeBoulos https://t.co/H7YxWwp0iw

    — Alexandre Frota 77 (@alefrota77) May 28, 2020

    Ontem a quadrilha digital começou a ser desmontada no Brasil. pic.twitter.com/Vqvh8tFKf8

    — Alexandre Frota 77 (@alefrota77) May 28, 2020 $

    Fonte: ultimosegundo.ig.com.br/politica/2020-05-28/frota-muda-foto-para-simbolo-do-anarquismo-e-chama-psl-cut-e-boulos-as-ruas.html